Papillon Aromas > Harmonização > Harmonização de vinhos com alguns pratos

Regras para harmonizar ou dicas para não complicar?

Gosto ou juízo do gosto, deixemos que os filósofos debatam essa questão.

 

Daremos algumas dicas que já fizeram sucesso em várias ocasiões, para facilitar a sua vida na hora de decidir o que vai servir. Porém, não oferecemos aqui o mapa do sucesso, seguir um roteiro próprio é o verdadeiro desafio.

Escolha um vinho que você gosta, um conhecido para que não haja surpresas inesperadas na hora da refeição, focando no prato que será servido. O importante é que os aromas do vinho e a refeição não se neutralizem. Quando se fala em harmonizar vinhos é corrente dizer que: peixes e aves combinam com vinhos brancos, carnes vermelhas com tintos. Mas o indicado é dar uma personalizada nas combinações e buscar uma sofisticação maior na harmonização, indo um pouco além do elementar.

As massas são bastante versáteis, vinhos e massas fazem sucesso juntos há muito tempo. Mas, muita atenção no tipo de molho, aqueles à base de tomate requerem uma acidez mais presente no vinho, mesmo assim, caem bem com o Merlot ou mesmo um Cabernet Sauvignon, escolhas bastante conhecidas pelos brasileiros.

Quando o prato principal são os frutos do mar, o cuidado maior são os temperos. Temos que levar em conta que o sabor é bem diferenciado. Os vinhos rosés com salmão são uma pedida bastante interessante, ou vinho branco, que é uma escolha bem aceita para acompanhar a maioria dos pratos. Não esquecer que frutos do mar possuem uma diversidade enorme de opções, moluscos e crustáceos por exemplo, o que pede uma análise bastante apurada.

 

Os limites para as combinações são impensáveis, a preparação dos pratos e a escolha do vinho são momentos de satisfação só comparáveis ao clímax da refeição. São esses momentos que, compartilhados, compensam todo o trabalho.

Abaixo, uma lista para dar partida (inspirar) a sua harmonização, pautada pelos vinhos:

 

 

Cabernet Sauvignon, Malbec

Carnes vermelhas, como alcatra, contra-filé, mignon, costela de boi, picanha, cordeiro, porco e javali ensopado com batata e aipim.

Merlot

Com massas em geral, sendo o molho forte e picante; carnes de ovelha, pato recheado.

Pinot Noir

Carnes vermelhas com pouca gordura, cordeiro ensopado, atum, salmão e massas com molho forte .

Sauvignon Blanc

Frutos do mar, ostras, casquinha de siri, isca de tilápia frita, massas em geral com molho leve.

Riesling

Paleta e costela de porco, pato recheado, galinha caipira com aipim, atum, frutos do mar em geral.

Chardonnay

Carnes de cordeiro ensopado, massas com molho encorpado, frutos do mar como ostra, marisco, atum, salmão, camarão ensopado com palmito.

Vinhos Espumantes

Peixes com molhos leves, camarões, risoto, ensopado com palmito, camarão a grega, bacalhau, moqueca de peixe, saladas de ervilha, tomate, folhas verdes, grão de bico , feijoada, dobradinha ensopada.